MVIzquierdo

O Lado Esquerdo dos Blogs ou Aquele Blog Onde Você Sente Vergonha Alheia, Mas Tranquilo

Pesquisar neste blog

Translate

sexta-feira, 29 de julho de 2011

TESTE SEU ENVOLVIMENTO EMOCIONAL

Você está carente? Deus ainda não pôs a pessoa certa atrás do mesmo trio-elétrico que o seu?
Você se acha uma pessoa incrível e não entende sua solidão?

Pois este blog tem a salvação! Teste seu envolvimento emocional e entenda o motivo de seus fracassos!

1) Quando estou com aquela pessoa especial, meu maior desejo é:

a) Eternizar o nosso amor pelo enlace matrimonial
b) Namorar sério
c) Namorar
d) Lembrar o nome dela
e) Dizer “Próxima!”

2) Estar há mais de três meses com uma pessoa, sem namorar, significa:

a) Namoro
b) Indecisão
c) Perda de tempo
d) Metade do tempo, já que o namorado foi ficar 6 meses no Canadá
e) Não sei. Três semanas foram meu limite. E achei demais

3) O melhor de estar sozinho é:

a) Aproveitar a vida para estudar e construir um futuro sólido
b) Entrar dentro do meu Eu e me conhecer melhor
c) Poder postar aquela foto despretensiosa no face
d) Tomar meus bons drink
e) Voltei a chorar, lembrei que estou sozinho

4) Preencha o espaço em branco
“Namoro pra mim é como ________”

a) Pôr-do-sol
b) Paris à Meia-noite
c) Uma relação sem sentido, em que duas pessoas criam laços, a partir de admirações infundadas pelo outro
d) Askaban
e) Procure “Candidíase” no Google Imagens. Voilà!

5) Quando estou com uma pessoa, me sinto...

a) Amado
b) Importante
c) Feliz, mas fico mal por pensar que não dá pra ficar com mais ninguém
d) Entediado, podiam ser duas
e) Irritado. A hora custa uma fortuna!

6) Quando meu melhor amigo está namorando, penso...

a) “Que dó! que dó!”
b) “Tô doidinha, tô doidinha, tô doidinha”
c) “Pôrrã, se isso é tá na pior... que quer dizer tá bem, né”
d) “Is this real life?”
e) “Iaai Iaaaaaaaiii”*
*Pederneiras levando um choque

7) Quando você pensa em Relacionamento, qual dessas pessoas te inspira?

a)b)c)
d)    e)

8) Quando digo pela primeira vez “eu te amo”, eu:

a) Não espero nada, só estou querendo me abrir e ser verdadeiro
b) Espero pelo menos um “obrigado”
c) Estou provavelmente retribuindo outro “eu te amo”
d) Estava bêbado
e) Na verdade disse tchamo, que é absolutamente diferente

9) Quando o assunto é relacionamento, qual desses smilles melhor te caracteriza:

a) :)
b) :(
c) :o
d) x.x
e) LoL

10) Quando entro numa D.R., eu:

a) Escuto e examino tudo o que o parceiro tem a dizer
b) Sou sincero e digo o que me incomoda
c) Sou sincero e digo que preferia estar morto
d) Entro pra ganhar, e parto até pra ofensa
e) Não digo nada, já entendi que o melhor é abaixar a cabeça e concordar

Agora, faça as contas:

a) 4 pontos
b) 3 pontos
c) 2 pontos
d) 1 ponto
e) 1000 pontos

40 pontos – Você é uma pessoa fiel, carinhosa e dedicada. Seu problema deve ser mesmo mau hálito.
39 a 30 pontos – Você tem problemas de relacionamento facilmente contornáveis. Tente ficar mais de 3 horas com alguém. Pode fazer a diferença.
19 a 10 pontos – Marte e Vênus se encontram na casa de Júpiter. Aposte nos negócios, porque relacionamento não dá mais pra você, amigo.
A partir de 1000 pontos – Você provavelmente é individualista, egoísta e tem uma leve tendência para Humanas/ Biológicas. Nunca achará alguém para namorar. Parabéns, você é um gênio,

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Manual de como não se produzir um curta

Casting.

Nosso grupo passou semanas a fio tentando achar os atores perfeitos para os nossos personagens. Infelizmente eles não apareceram. Me refiro ao pessoal do grupo.

Mas, na real, o mais difícil de tudo é conciliar o tempo de todos, para estarem no Casting. Mas esse não foi o maior problema, e sim o fato de termos dado o e-mail errado para os atores.

Mas nada foi empecilho. Testamos muita gente e agora estamos definindo o elenco. Está praticamente tudo certo. Só falta mesmo definir a história do curta. Estamos tentando não nos preocupar. Está difícil.

Eu estava escalado para atuar com os atores, no Casting.



Repare na expressão do ator. Ainda não tínhamos começado o teste.

Na cena improvisada, ele tinha que interpretar um ator que estava à frente de seu maior medo...
O Roteirista!


terça-feira, 26 de julho de 2011

Um Post Fofo

Estou ficando cansado de tanto falar de avós e velhinhas. Mas hoje não dá pra evitar.

Então listei coisas que vovós e vovôs adoram fazer, e eu adoro que façam.








  










E tudo mais aquilo que os pais acham errado fazer, e os avós fazem com o maior sorriso do mundo. :)

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Saldo semestral.

Sabe quando é de noite e você pensa no seu dia? Bem, é fim de semestre, então...

Faculdade: Por motivos extraordinários consegui, até aqui, ter as melhores notas da minha vida. Ficaram entre 5,0 e 6,5. A média é 7,0 OK

Férias: Consegui 2 semanas longe do trabalho e da faculdade. Continuei escrevendo pro blog e estudando por conta própria. Pelo menos consegui almoçar vendo Chapolin. OK

Emocional: Vênus e Mercúrio estão da décima casa do Zodíaco. O clima é de romance. Aposte no futuro. OK

Conquistas: Consegui terminar um livro que tinha começado em 2009. De ler, não de escrever. E ganhei 5 quilos também. OK

Perdas: Perdi a carteira, mas por sorte acharam. OK

Por enquanto tudo vai bem, vamos esperar que continue assim.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Velhas histórias

Viver rodeado de velhinhas é o maior barato.

Convivo com minha avó, de quase 80 anos, minha vizinha, de 94 anos, minha bisavó de 100 anos, e uma poodle, de 15 anos. Que, de acordo com a lógica da idade canina, é a mais velha de todas.

As velhinhas impressionam um bocado: elas têm uma filosofia de vida legal, uma história de dar inveja, elas falam “mile uma”, em vez de mil e uma, e ainda tem a maior disposição para latir e correr.

Mas uma velhinha em especial tem me impressionado. Agatha Christie. Essa velha foi inteligente, engraçada, uma grande escritora e há quem diga também de poucos amigos, pois passava o dia inteiro pensando em formas diferentes de assassinar uma pessoa.

Um brinde de cianureto às velhinhas. Tim Tim.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Lira dos 21 anos

É necessário admitir às vezes. Não há muitas seguranças para ser seguro. Não dá simplesmente pra contar com aquilo que não se tem; mesmo que se saiba que vai ter ainda.

É necessário, pelo menos, mais uns dez anos pra ter certeza. Pra ter certeza que se tem segurança o bastante pra ser seguro.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Agência do banco, esses dias.

- Vamos fazer um cartão novo, senhor?
- Não, obrigado. Vou ficar só com o meu mesmo.
- Com o novo cartão, senhor, você pode estar fazendo compras de valores maiores.
- Meu maior gasto é com o cartão do ônibus. Muito obrigado, mas não.
- Tem certeza, senhor? Este cartão aumenta o seu limite.
- Este é o meu limite, senhora. Não quero mesmo.
- Mas com este cartão o senhor, acredite, pode estar comprando até mesmo uma geladeira. Não poderia ser incrível uma geladeira?
- ... Puxa, você tem razão! Por que nunca pensei nisso antes? Uma geladeira faria toda a diferença na minha vida!
- Viu só, senhor. Qual o CPF para cadastro?
- Eu não quero o cartão, senhora.
- Desistiu da geladeira, senhor?

E, antes de sair, a porta giratória travou. Um dia normal.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Corinthians X Vida Normal


Boteco, ontem à noite. Já deu pra ter uma ideia do que estava passando na TV, né? Jogo do timão, é claro.

E é impressionante como um jogo de futebol pode fazer uma vida dar uma pequena pausa, pra ter a chance de dizer GOL!

O jogo era Corinthians x Namoro. A garota, disputando com a TV, jogava o cabelo e mandava o maior bolão na hora de seduzir o corinthiano, mas que nada! O namoro deu um tempo pra poder ver o jogo. Ficaram no zero a zero.

E quando estou voltando pra casa, vejo um caminhão enorme da SP Trans, parado no meio da rua, com metade de uma faixa de pedestre pintada no chão. Os homens se deram um intervalo, pra ouvir o jogo no rádio.

A vida é assim, às vezes perde para um jogo de futebol. Mas dizer GOL é realmente muito bom.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Currículo


Dar aula é um dom, tenho percebido.

Existem os professores que escolhem a matéria ali na hora.
Os mais certinhos, que vêm com uma aula pronta, toda escrita num papelzinho, e repetem as mesmas vírgulas, ano após ano.
Tem os engraçados, que te fazem sentir numa apresentação de stand up.
Tem os que ensinam... Muitos tipos.

Mas um professor outro dia, em vez de aula, falou sobre a própria vida, meio de improviso, na humildade. Comentou da infância no interior. De como foi difícil entrar na faculdade. Falando, até mesmo, sobre o primeiro motel, que virou casamento etc. A matéria, em si, ainda não entendi muito bem (confesso), mas foi uma aula incrível.

Algumas pessoas falaram mal, torceram os narizes.
Mas um ginecologista famoso disse uma vez “as pessoas sabem como o sexo funciona: trompas, espermatozoides, blá blá blá... mas existe alguém que as ensine realmente como é o amor?”

Bem, aulas sobre vida e amor? Seriam interessantes. Eu tive uma.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Sonho


Sonhei que estava hospedado num hotel, perdido em território longínquo e estável.
No quarto de hotel, - sem número, sem igual, - eu me cobria de frio e tremia de medo. Que sensação agradável! Quase como esperar sentado pela fome; sentado em frente a farto banquete.

Esse frio lentamente me acariciava, friamente me seduzia e calorosamente me entontecia. Eu, brincando, bancava o tolo. Fazia de conta que nada sabia de seu plano. Que era de me deixar perdido em infinito edredom, confuso e esquecido, para, logo depois se mostrar calor e fogo e paz e dia.

Mas acordei num susto. Percebi que, durante a madrugada, empurrei meu querido e branco edredom para fora da cama, para longe de mim.

Mas me pergunto: “O que me fez revirar tanto?!”

terça-feira, 12 de julho de 2011

Barba! Símbolo de poder e indolência

A Barba! é uma coisa nova na minha vida.
Começou no início deste ano, logo após meu aniversário, e, desde então, meu queixo só tem visto a luz do dia naqueles momentos em que uma barba feita é essencial, como festas de família, encontros com a namorada e pequenos furtos (para não ser reconhecido, em nenhuma dessas ocasiões).

Mas a grande verdade é que a Barba! é uma marca, um símbolo de poder e status. Dá um aspecto mais maduro e centrado, másculo e viril, ou seja, tudo aquilo que ando precisando.

Alguns barbados:
   
   

Até o homem aranha usa barba :)



Ps- A escolha e disposição das fotos são absolutamente arbitrárias.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Vovó redatora


Eu sempre gostei de escrever, mas também sempre tive preguiça.
Uma vez, na quarta série, a professora Bety (acho 50% da população semi-alfabetizada já teve uma profa Bety) mandou fazer uma redação sobre “as coisas bonitas que vi nas férias”.

Eu tinha ido para o interior, mas além de uma vizinha mó gata que eu tinha, não reparei em nada mais que fosse bonito. Acabei me cansando de pensar, e perguntei para a minha bisavó (que completou 100 anos ano passado) “O que eu escrevo, bisa?”
Ela “Nossa, não sei, Marcelo. Põe assim, vai ‘De lá do alto onde estava, era lindo o revoar dos pássaros”’

Lembrando que a velha não estudou mais do que a segunda série (sim, eu disse 100 anos), fez valer um 10 a nossa redação.

A mania ainda não acabou. Às vezes pergunto pra ela o que escrever neste blog.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Vovô pianista.


Estação da Sé, por volta das oito da noite. Um pessoal fazia festa em volta de um daqueles pianos públicos. Quando cheguei por perto, alguém tinha acabado de se apresentar, e no momento em que um cara bêbado ai se sentar para tocar, deixaram que um senhor se sentasse ao piano, primeiro.

Ele devia ter uns 80 anos, pra mais. Usava uma bengala, óculos fundo de garrafa, e um aparelho de surdez. Uma senhora ao lado dele disse “Deixa o senhor tocar um pouquinho”. Bem, deixaram.

Foi só o velho mandar o primeiro compasso e todo mundo já tinha sacado... Desabafo, do Robertão, o Rei. Nunca vi aquilo, todo mundo começou a cantar. “Por que que rolo na cama, que você finge dormir”. O velho surdo tinha um ouvido incrível para música, da técnica nem se fala. Deixou a senhora ao lado de queixo caído. Ele ainda tocou vários sucessos, entre elas Lady Laura, que levou a senhora às lágrimas.

Vovô mandar ver

 Robertão mandando ver