MVIzquierdo

O Lado Esquerdo dos Blogs ou Aquele Blog Onde Você Sente Vergonha Alheia, Mas Tranquilo

Pesquisar neste blog

Translate

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

No escuro

É engraçado como a falta de luz elétrica atrai as pessoas.

Ontem, domingo, fim de noite, acabam-se as luzes. No primeiro instante, uma desagregação: alguns buscam lanternas, outros velas, outros pilhas e isqueiros; outro fica sentado no sofá, esperando a TV voltar a funcionar.

Mas logo depois dessa separação, a união. Todos começam a conversar sobre os motivos da escuridão, "Vizinho, tá sem luz também?", "Será que foi o poste de luz?" etc.

O vizinho aparece, começa a conversar sobre a diferença de preço entre as boas e as más lanternas; "Essa é pra pesca!".

Conversa-se. Conversa-se sobre tudo o mais depois: sobre a vida, sobre a vida no passado, quando iluminar a noite era somente tarefa das velas, fala-se sobre o preço da vida no século XXI: "Luz é bom, mas quando falta, a gente não consegue fazer mais nada!".

E quando a luz elétrica volta, traz novamente a desagregação, "Computador!", "Microondas!", "Chuveiro!", "Televisão!".

E todos voltam à sua rotina, esperando uma nova falta de energia.

Um comentário:

Marcos disse...

Lá no morro, quando a luz da Light pifa...
A gente apela pra vela, que "alumeia" também (quando tem)...
Se não tem, não faz mal...
A gente samba no escuro, que é muito mais legal (E ao natural!)

(Demônios da Garoa)