MVIzquierdo

O Lado Esquerdo dos Blogs ou Aquele Blog Onde Você Sente Vergonha Alheia, Mas Tranquilo

Pesquisar neste blog

Translate

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Fases da barba

6 meses. 6 meses que eu não fazia a barba.

Apesar de eu ter entrado para o mundo do barbear clássico, em 2012, deixar a barba crescer ainda faz parte da coqueluche do rosto.

E o mais divertido foi que a cada fase da barba, as pessoas me relacionavam com uma personalidade ou padrão masculino muito específico.

Veja quais:

1 semana de barba:


Com um tom descuidado, o homem ganha qualidades viris nesse estágio. É possível que lembrem de você na hora de trocar uma dobradiça.

1 mês:


Nessa fase, as pessoas tendem a te chamar de "Chê". Você ganha tons revolucionários. Evite a cor vermelha.

2 meses: 


Depois de revolucionário, a coletividade tende a te achar naturalista. Se a barba for combinada com uma chinela havaiana, pode ser que te questionem "Você tem bagulho?"

3 meses:


Aos 3 meses, o pulo é gigantesco. Platão é o alvo. Essa é uma barba questionadora, na visão da sociedade. Evite palavras como "catarse" e "peripécia".

4 meses:


Aos 4 meses, você será questionado sobre o Torá e sobre a questão da Síria.

5 meses:


O pior de todos. Piadas com anéis em chamas serão feitas a todos os momentos. 

6 meses:


Por fim, os 6 meses foram o ápice. Tudo de melhor está nos 6 meses: Maturidade, sapiência, tradição e ROCK'N ROLL!!!!

Sua namorada pode até não achar, mas BARBA É DEMAIS!

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Olá, queixo

Cheguei ao meu recorde: 6 meses sem fazer a barba!

Esse não é exatamente um grande motivo de orgulho, mas não importa.

A questão é que usei minha navalha nova! 

E a grande constatação, depois de 6 meses:

"Eu tenho queixo!"

  +


quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

O mesmo

Antes de ler um post,  
 verifique se o mesmo   
encontra-se neste blog.



Não aceite cópias baratas. Somente esta.
  

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Xadrez e homossexuais

Muita gente demonstra raiva e hostilidade a alguém quando não entende o que ela está fazendo.

Não tem capacidade pra assimilar a realidade das outras pessoas e parte pra agressão, como forma de manter seus princípios morais, talvez.

Como os famosos atos ofensivos e agressivos a homossexuais, por exemplo.

Ou como o ato de bagunçar as peças de um jogo de xadrez.

No meu tempo de escola, uns meninos jogavam futebol, outros xadrez.
Eu tinha asma, por isso escolhia o xadrez. E a solidão.

E quem jogava futebol, bagunçava os peões, torres e cavalos, de forma hostil e neandertal.

É necessário entender pra aceitar... tudo.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Niemeyer

                      Imaginação.

             Novo.

       Surpresa.

    Política.

  Interação.

   Camaradagem.

       Generosidade.

            Desenho.

               Curvas.

                     Mulher.

                               Poesia...   Arquitetura.





Niemeyer. 





quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Bonde dos zoião

O mais legal de ver gente vendendo chiclet no vagão do metrô é a adrenalina dos ambulantes!

Eles estão na categoria de "trabalhadores-que-dão-duro-foras-da-lei". Parece contraditório. E é.

Ontem uma mulher passou com bubbaloos. O vagão estava cheio. Ela, tensa:

♫ ♪ 
Passou deixando no colo de todos os chiclés de 1 conto.

Nem olha pro lado, passa voando. Um por um, vai vendendo e falando, quase gritando, "OLHA O CHICLÉ!"

Só um ou outro que olha e aceita, me dá uma agora, deixa pra próxima... "OLHA O CHICLÉ"

Quase não para, toda elétrica, a parada é tensa, já deixa e recolhe enquanto "OS ZOIÃO DOS GUARDINHA NÃO VEM!"
♫ ♪ 


Alucinante!

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

RAZÃO E BOTECO

Racionalidade na hora errada corta qualquer diversão.

Ontem, no boteco, uma mulher e seu namorado eram só alegria: bebiam, riam, se beijavam.

Quando dei por mim, uma terceira pessoa se sentou na mesa com eles. Um cara. Aparentemente amigo do namorado. Pairou um certo desconforto.

Até aí normal. Mas que olhei de novo...
A mulher mexia no celular, deslocada e entediada. O namorado dizia anérgico para o amigo coisas tipo:

"Ambos têm que olhar a situação com RAZÃO, de forma LINEAR."

A cada "razão" e "linear", a namorada tentava se auto engasgar com a polenta.

"O problema é que as pessoas não agem com RACIONALIDADE".

No último "racionalidade", a namorada deu a cartada "Acho que tou sobrando, vou fumar". E saiu.

Coitada. Se ela fosse mais RACIONAL... trocava de namorado.


terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Hoje, ontem e amanhã

Que dia é hoje?

Achei que fosse segunda, mas descobri que era quarta.

Depois de chegar ao trabalho, e saber que era hoje a reunião de terça.

Então hoje é terça.

Mas a reunião passou pra amanhã, quinta.

Daí que não sei que dia é hoje.

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Clube da voz

Aqui no prédio da TV onde eu trabalho, existe um andar mágico e misterioso, o 3 1/2.

Depois do 3º andar e antes do 4º, o 3 1/2 é onde pode se encontrar um banco, com caixas-eletrônicos e, acredite, caixas-humanos que funcionam até às 7 da noite (por isso mágico e misterioso).

O mais legal foi que, semana passada, na fila do caixa estavam dois locutores da rádio Gazeta e o locutor da TV Gazeta.

Enquanto eles conversavam, me sentia num programa FM. Tive ímpetos de pedir uma música; me contive.

No meio de tantas vozes másculas e aveludadas, senti como se tivesse inalado gás hélio. Me mantive calado.

Quando chegou a minha vez, para a minha surpresa, até o caixa tinha uma voz grave e suave. Não tive dúvidas, o Clube da Voz comprou o Bradesco.

Uau!

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Sem facebook

Há um pouco mais de um mês eu desativei meu facebook.

Isso significa que minha página está lá, em algum lugar, com todos os dados, mas não pode ser visualizada.

E por isso este último mês tem sido fantástico!

Não me preocupo com os problemas do face. Com as centenas de pessoas que não conheço.

Não vejo mais aqueles posts com animais escalpelados, fotos de balada com biquinho, fotos de balada sem biquinho. Toda aquela enxurrada de informação, que não refresca em nada esse calorão.

O face criou um  mundo com problemáticas e discussões que só existem nele e que... se você não está lá, não faz diferença nenhuma.

Uma hora eu volto. Mas enquanto isso vou aproveitando.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Bagunça

Outro dia eu vi um homem tão feio, mas tão feio... que é difícil explicar, tão feio ele era.

Eu estava andando na rua, quando ele passou por mim. Chamou tanto minha atenção, que tive que olhar para ele fixamente, pra entender porque... por quê, meu Deus. por quê?!

Não era um feio comum. Ele tinha a cara bagunçada.

Um olho não condizia com o outro. Aquele nariz não era dele. A boca... bem, a boca estava de cabeça para baixo.

Picasso ficaria chocado.


quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Nana, mamãe

Na livraria Cultura, segunda agora.

Uma mãe lia uma historinha para a filha, uma criança de uns 4 anos de idade, mas com a atenção de um senhor de 97.

Querendo que a filha ouvisse a história e sossegasse, a mãe lia, lia lia.

Enquanto isso, a filha, ardilosamente, flertava com os meninos mais velhos, de 5; que flertavam com carros de brinquedo.

Em determinado momento, a mãe, absolutamente submersa, se auto nanou.

Mães, atenção, não leiam, sob hipótese alguma, este livro para seu filhos:


Eles podem ninar vocês também.

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

"Arranca a dentadura dessa safada"

Há uns dias, um casal se beijava enlouquecidamente na estação Paulista do metrô.

Enlouquecidamente, na realidade, é um eufemismo muito empobrecedor. Era mais Instinto Selvagemente... ou melhor, Ninfomaniacamente.

Um homem olhou e gritou pro cara que beijava a mina:

"Isso, vai! Arranca essa dentadura!"

O casal olhou, temendo o pior. O homem continuou:

"Arranca a dentadura dela! Hoje de manhã eu arranquei a dentadura da minha muié.

"Ele teve que ir na Prodent buscar uma dentadura nova! Aquela velha safada..."  

No "velha safada", o homem conseguiu mais atenção que o casal. E arrematou:

"Arranca que ela gosssta".

Lástima.

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Mais um ano. Uhul!!



                                               
.





!!

O blog está de volta...